Mais uma vez Zorbas, o grego.

Em visita à Grécia, Anthony Quinn dança com Mikis Theodorakis em seu concerto e emociona a todos. Confira:

 

Publicado em Dança, Filmes, Zorba | Tagged , , | 1 Comentário

Aulas Online

No dia 09 de janeiro de 2012, vamos dar início a mais um período de aulas de língua e cultura gregas modernas. Clique em Acessar Moodle para maiores informações sobre conteúdo e duração. Para se inscrever, é só enviar um e-mail para lucilia@kazantzakis.org.br declarando sua intenção de participar do curso e receberá as instruções necessárias à complementação de sua inscrição.

Publicado em Cursos | Tagged , , | 3 Comentários

Zorba no Cineclube

No quadro Cineclube, Romero Azevedo comenta sobre Zorba, O grego no Programa Diversidade da TV Itarará.

 

Publicado em Filmes, Zorba | Tagged , | Deixe um comentário

Aumentativo e Diminutivo

Olá pessoal, depois de muito tempo, estou de volta. Desculpem o sumiço mas as obrigações do dia-a-dia tem me tomado todo o tempo.
Bem, vou falar um pouco sobre a derivação de palavras que conhecemos como aumentativo e diminutivo. Acho que não preciso explicar o que é, certo? rsss
A formação das palavras, tanto no diminutivo (υποκοριστικά) quanto no aumentativo (μεγεθυντικό) em grego vai depender da terminação de cada palavra, ou seja, existem formas diferentes. Mas são algumas só, vamos ver o diminutivo:

 

Τραπέζι (mesa) – Τραπεζάκι (mesinha)
Πέτρα (pedra) – Πετρούλα
Κούκλα (boneca) – Κουκλίτσα
Γιάννης – Γιαννάκι
Βάζο (vaso) – Βαζάκι
Γουρούνι (porco) – Γουρουνάκι

 

Agora vamos alguns exemplo do aumentativo:

 

Κολοκύθι (abobrinha) – Κολοκύθα
Κούκλα (boneca) – Κουκλάρα
Βαρέλι (barril) – Βαρέλα
Δουλευτής – Δουλευταράς
Κουτί – Κουτάρα
Γυναίκα (mulher) – Γυναικάρα (mulherão)

Bem pessoal, é isso ai. Γειά σαςςςς…

Publicado em Gramática Grega Moderna, Outros | Tagged | 7 Comentários

As pequenas palavrinhas com Π

Todos já devem ter notado como em português existe um conjunto de palavras, que podem agir como pronome, conjunção, advérbio, que começam com QU e se relacionam de alguma forma: que, quando, quem, qual, quanto… Em grego estas palavras costumam iniciar com Π: ποιο, πού, πώς, πότε, πόσο… Isso se deve por todas elas terem origem lá no Proto-indo-europeu, onde começavam com KW, que em grego se tornou P e em inglês se tornou HW (por isso em inglês temos what, where, when, who…). Existe sempre alguma perdida na família, no entanto. Em português “como” e “onde” não começam com QU. “Como”, porém, descende do latim “quo modo”, agora, quanto a “onde”, até onde sei, sempre foi sem QU. Em grego aquela que escapa da regra é Τι, mas se formos ver as regras que levaram o grego a evoluir do Proto-indo-europeu, veremos que KW se tornava T antes de I e E, então aí está a explicação por termos Τι e não Πι.

 

Mas chega de etimologia e vamos ver o uso de cada uma destas palavras.

 

Τι: que, o que. Pode ser usado como:
1. Pronome interrogativo: Τι θα κάνεις σήμερα; (O que você fará hoje?)
2. Conjunção: Δεν ξέρω τι κάνω. (Não sei o que estou fazendo.)
3. Advérbio: Τι ωραίο! (Que lindo!)

 
A partir de τι derivaram κάτι, ότιό,τι:
Κάτι: algo.
Πες μου κάτι! (Diga-me algo!)
Ότι: que (conjunção).
Η Ελένη μου είπε ότι αγόρασε ένα καινούριο αυτοκίνητο.
(A Eleni me disse que comprou um carro novo).
Ό,τι: o que, o que quer que (pronome indefinido).
Ό,τι βρήκα στο δωμάτιό της είναι τώρα δικό μου.
(O que encontrei no quarto dela é agora meu).

 

Πού: onde. Pode ser usado como:
1. Advérbio: Πού είναι τα κλειδιά του αυτοκινήτού μου; (Onde estão as chaves do meu carro?)
2. Pronome: Από πού είσαι; (De onde você é?)
A partir de πού derivaram κάπου e όπου:
Κάπου: algum lugar, em algum lugar.
Κάπου κοντά στο σχολείο είδα μιά όμορφη γυναίκα.
(Em algum lugar perto da escola vi uma mulher linda.)
Όπου: onde (conjunção).
Βάλε το βιβλίο όπου είναι τα άλλα βιβλία.
(Ponha o livro onde estão os outros livros.)

 

Existe também a palavra Που, sem acento que indica o pronome relativo “que”: Η ταινία που είδαμε δεν είναι τόσο καλή. (O filme que vimos não é tão bom).

 

Πώς: como (advérbio):
Πώς ήρθες; (Como você veio?)
A partir de πώς derivaram κάπως e όπως:


Κάπως: algo, de alguma forma.
Είσαι κάπως διαφορετικός. (Você está algo diferente).
Όπως: como, da mesma maneira que, tal qual (conjunção):
Ένας δάσκαλος, όπως ο Αντώνης, ξέρει πολλά πράγματα.
(Um professor, como o Antónis, sabe muita coisa).
Το έκανα όπως μου ζήτησες.
(Eu o fiz como você me pediu).
Não confundir όπως com a preposição σαν, também traduzida como “como”:
Το παλτό του είναι σαν το δικό μου. (O casaco dele é como o meu.)

 

Aqui também encontramos a forma não acentuada, πως, que neste caso funciona como conjunção. Sendo um sinônimo de ότι.
Η Ελένη μου είπε πως αγόρασε ένα καινούριο αυτοκίνητο. (A Eleni me disse que comprou um carro novo).


Πότε: quando. Pode ser usado como:
1. Advérbio: Πότε θα φύγεις; (Quando você irá embora?)
2. Pronome: Από πότε είναι αυτό το περιοδικό; (De quando é esta revista?)

 
Relacionados a πότε temos κάποτε, όποτε, όταν e τότε:
Κάποτεem algum momento.
Το έκανα κάποτε πέρυσι.
(Eu o fiz em algum momento no ano passado).
Όποτεquando, em que (advérbio).
Ο φίλος μου ήρθε μια στιγμή όποτε δεν είμαστε στο σπίτι μας.
(O meu amigo veio num momento em que não estávamos em casa.)
Ότανquando (conjunção).
Διάβαζα όταν ήθες.
(Eu estava lendo quando você veio.)
Τότε: este momento, esta hora.
Από τότε και πέρα δεν βρήκα τίποτα.
(Deste momento em diante não encontrei nada).

 

É preciso atenção para não confundir πότε (quando) com ποτέ (nunca).

 

Ποιοςquem, qual, que. Este grupo varia de acordo com gênero e número. Masculino ποιος, feminino ποια e neutro ποιο, com as formas no plural sendo ποιοι, ποιες ποια respectivamente.
Ποιος είναι αυτός ο κύριος; (Quem é este senhor?)
Ποια καρέκλα πρέπει να φέρω. (Qual cadeira devo levar?).

 
A partir de ποιος temos κάποιος e όποιος:
Κάποιοςalguém, algum, algumas pessoas.
Κάποιος έχει χτυπήσει την πόρτα. (Alguém bateu na porta).
Κάποιοι άνθρωποι δεν ξέρουν τι θέλουν απ’ τη ζωή. (Algumas pessoas não sabem o que querem da vida).
Όποιοςquem, quem quer que.
Όποιος το είπε είναι ψευτής. (Quem disse isso é um mentiroso).

 

Πόσος: quanto. Este também varia em gênero em número. Masculino πόσος, feminino πόση, neutro πόσο, com as formas no plural sendo πόσοι, πόσες πόσα.
Πόση ζάχαρη θέλεις στο τσάι σου;
(Quanto açúcar você quer no seu chá?)
Πόσα δωμάτια έχει το σπίτι σου;
(Quantos cômodos tem a sua casa?)
Δεν ξέρω πόσοι άνθρωποι θα έρθουν στο πάρτι. (Não sei quantas pessoas virão à festa).

 

Relacionado a πόσο existe a palavra τόσο:
Τόσος: tanto, tão. Assim como πόσος, também varia em gênero e número.
Έχω τόσα προβλήματα! Δεν ξέρω από πού πρέπει να αρχίσω. (Tenho tantos problemas! Não sei de onde devo começar).
Σ΄αγαπώ τόσο πολύ(Te amo tanto!)

Publicado em Gramática Grega Moderna | Tagged , , , | 3 Comentários

Modo Subjuntivo

Γεια σας!

 

Agora que já apresentei o modo indicativo e seus vários tempos. Vamos ver o modo subjuntivo. Para criá-lo, utiliza-se a partícula να: να γράψω, να γράψεις, να γράψουμε, να έχετε γράψει…

 

1. Να + presente: Να γράφω, να γράφεις, να γράφει…
Esta forma pode ser traduzida como “que eu escreva, que você escreva…”, mas numa forma contínua e não pontual, em alguns casos “que eu esteja escrevendo, que você esteja escrevendo…”
Exemplo: Ελπίζω να με γράφεις. – Espero que me escrevas (continuamente).
Em outros casos, geralmente junto a um verbo no indicativo na mesma pessoa que o verbo no subjuntivo, ele é traduzido como estando no infinitivo.

Exemplo: Δεν ξέρω να γράφω. – Não sei escrever (sendo esta uma condição constante).

 

2. Να + “presente pontual”: Να γράψω, να γράψεις, να γράψει…
É formado pelo verbo conjugado da mesma maneira que no futuro simples do indicativo, mas com a pertícula να no lugar de θα. Creio que este é de longe o uso mais frequente do subjuntivo, pois indica uma ação momentânea ou que supõe-se que vá acontecer apenas uma vez.

Exemplo: Να γράψουμε εκείνο το γράμμα στον Κύριο Μπάτη. - Que nós escrevamos aquela carta para o Sr. Bátis. (ou Vamos escrever aquela carta para o Sr. Bátis).
Exemplo2: Μπορεί να γράψω ένα γράμμα. (É possível que eu escreva uma carta).
Esta forma também pode muitas vezes ser traduzida como o infinitivo.
Exemplo: Θέλω να γράψω ένα βιβλίο. – Quero escrever um livro.

 

3. Να + aoristo: Να έγραψα, να έγραψεις, να έγραψει…
Esta forma pode ser traduzida em frases do tipo “se eu escrevesse…, que eu escrevesse…”, indicando uma condição que poderia vir a acontecer.

Exemplo: Να έγραψα εκείνο το γράμμα, ο αδελφός μου θα με μίσησε. - Se eu escrevesse aquela carta, meu irmão me odiaria.
Exemplo 2: Μπορεί να έγραψα ένα γράμμα. - É possível que eu escrevesse uma carta.

 

4. Να + perfeito: Να έχω γράψει, να έχεις γράψει, να έχει γράψει…
Traduzida como “que eu tenha feito…”
Exemplo: Μπορεί να έχω γράψει ένα γράμμα σε σένα. - É possível que eu tenha escrito uma carta para você.

 

Em algumas situação é preciso introduzir, na tradução, a palavra “para” na frase.
Exemplo: Μου είπες να γράψω ένα γράμμα. – Me pediste para escrever uma carta.

 

Caso seja usado outro termo que indique o caráter condicional do subjuntivo, a partícula να pode ser deixada de fora.
Exemplo: Μην γράψεις σ’αυτό το χαρτί. Que você não escreva neste papel/Não escreva neste papel.
Exemplo2: Κι ας γράψουμε ένα βιβλίο, κανένας δε θα το διαβάσει. (Mesmo que escrevamos um livro, ninguém o lerá).

Exemplo3: Αν μου γράψεις τον αριθμό του τηλεφώνου σου, θα σου τηλεφωνήσω άυριο το πρωί. (Se você escrever para mim o número do seu telefone, te ligarei amanhã de manhã).

 

Abaixo alguns exemplos de frases com o subjuntivo tiradas de letras de músicas:

Μέσα να ‘ρθω, άγγελέ μου – Que eu possa entrar, meu anjo. (Lit. Para dentro que eu possa ir, meu anjo). [Έλενα Παπαρίζου - Πόρτα για τον Ουρανό]

Να ‘μαι στα σύννεφα ψηλά - Que eu esteja alto nas nuvens. [Μιχάλης Χατζηγιάννης - Όνειρω ζω].

Να ‘ξερες πόσο ανάγκη έχω να σε δω - Se você soubesse quanta necessidade tenho de te ver. [Δέσποινα Βανδή - Μέχρι Μάη Μήνα].

Θέλω μόνο να φύγω, κι ας γυρίσω ξανά. – Só quero ir embora, mesmo que eu volte de novo. [Onirama - Κλεψύδρα].

Φωτιά, φωτιά, έλα απόψε να καούμε. – Fogo, fogo, venha hoje à noite para queimarmos. [Άννα Βίσση - Φωτιά].

Και μην ξεχνάς να μιλάς μόνο για μένα όπου βρεθείς- E que você não esqueça de falar só sobre mim onde quer que você se encontre. [Περασμένα ξεχασμένα - Καίτη Γαρμπή].

Publicado em Gramática Grega Moderna | Tagged , | 3 Comentários

Tempos verbais no indicativo

Γεια σας, φίλοι!

Hoje falarei rapidamente sobre os tempos verbais do grego no indicativo. A maioria deles possuem um equivalente encontrado no português.
Vamos pegar como exemplo um verbo bem regular e de voz ativa: γράφω (escrevo).

1. Ο ενεστώτας (o presente): em grego este tempo é usado tanto para uma ação habital (eu escrevo) quando para uma ação ocorrendo no momento exato (eu estou escrevendo).
Γράφω, γράφεις, γράφει, γράφουμε, γράφετε, γράφουν
(Escrevo, escreves, escreve, escrevemos, escreveis, escrevem)

2. Ο παρατατικός (o pretérito imperfeito): este tempo indica uma ação ocorrida no passado de forma contínua (eu estava escrevendo) ou habitual (eu escrevia). Este tempo é formado alterando a terminação e também passando a sílaba tônica para a antepenúltima sílaba.
Έγραφα, έγραφες, έγραφε, γράφαμε, γράφατε, έγραφαν(γράφανε)
(Escrevia, escrevias, escrevia, escrevíamos, escrevíeis, escreviam)

3. Ο αόριστος (o aoristo): similar ao nosso pretérito perfeito, o aoristo indica uma ação que ocorreu pontualmente em algum momento do passado, sem relacioná-la com o presente. Este tempo é formado acrescentando-se um σ entre a raiz e a terminação da forma do pretérito imperfeito. No caso de φράφω, a inclusão do σ cria φσ. Este encontro é sempre assimilado na forma de um ψ. Portanto:
Έγραψα, έγραψες, έγραψε, γράψαμε, γράψατε, έγραψαν(γράψανε)
(Escrevi, escreveste, escreveu, escrevemos, escrevestes, escreveram)

4. Ο εξακολουθητικός μέλλοντας (o futuro contínuo): este tempo indica uma ação que ocorre continuamente ou habitualmente no futuro. Não existe tal tempo no português, já que não o diferenciamos do tempo pontual. A melhor forma de descrevê-lo, creio eu, seja usando termos como “eu estarei escrevendo” ou “eu passarei a escrever”. Para criar este tempo é muito simples. Apenas adicione a partícula θα antes da forma do presente:
Θα γράφω, θα γράφεις, θα γράφει, θα γράφουμε, θα γράφετε, θα γράφουν.
(Estarei escrevendo, estarás escrevendo, estará escrevendo…)

5. Ο στιγμαίος μέλλοντας (o futuro simples): este tempo indica uma ação que ocorre pontualmente no futuro. Para criá-lo, pegue a forma do futuro contínuo e acrescente um σ na mesma posição em que foi encaixado no aóristo. E pronto, o tempo está feito!
Θα γράψω, θα γράψεις, θα γράψει, θα γράψουμε, θα γράψετε, θα γράψουν.
(Escreverei, escreverás, escreverá, escreveremos, escrevereis, escreverão).

Para os próximos tempos, é necessário explicar como se forma o infinitivo no grego.
Primeiro é preciso ressaltar que o infinitivo do grego não tem nada a ver com o do português. Ele na verdade se assemelha mais ao nosso particípio, mas apenas quando usado em tempos compostos como “eu havia escrito”. E é basicamente apenas para estes casos em que o chamado infinitivo é usado em grego. É fácil encontrá-lo. Ele é a forma da terceira pessoa do singular do presente do indicativo com o σ. Ou seja, γράψει no caso de γράφω. É exatamente a forma “escreverá” sem a partícula que indica o futuro. Com isso podemos ver os tempos compostos:

6. Ο παρακείμενος (o perfeito): é semelhante ao aoristo, mas indica que uma ação iniciada no passado está completa no presente, com seu efeito ainda sentido. Basicamente se refere a algo que acabou de acontecer neste exato momento. Em português não se distingue esta forma do aoristo, sendo as duas chamadas de “pretérito perfeito”. Para fazer esta forma, é preciso pegar o verbp έχω conjugado no presente e adicionar a ele a forma infinitiva do verbo, nesse caso γράφει.
Έχω γράψει, έχεις γράψει, έχει γράψει, έχουμε γράψει, έχετε γράψει, έχουν γράψει
(Escrevi, escreveste, escreveu, escrevemos, escrevestes, escreveram)

7. Ο υπερσυντέλικος (o mais-que-perfeito): funciona da mesma forma que o nosso pretérito-mais-que-perfeito, indicando uma ação que se completou antes que outra coisa acontecesse, ou seja, o passado do passado. Em português construímos esta forma tanto com uma forma simples “escrevera” quanto uma composta “tinha/havia escrito”. No grego somente existe a forma composta. Para isso, assim como no português, usamos o passado do verbo ter, είχα, e adicionamos o infinitivo γράψει.
Έιχα γράψει, είχες γράψει, είχε γράψει, είχαμε γράψει, είχατε γράψει, είχαν γράψει
(Tinha escrito, tinhas escrito, tínha escrito…)

8. Ο συντελεσμένος μέλλοντας (o futuro perfeito): representa uma ação que se completa em algum ponto do futuro. Em português esta forma se faz usando o verbo “ter/haver” no presente, seguido do particípio: terei escrito. Em grego o processo é o mesmo dos dois tempos anteriores, com o verbo έχω no futuro:
Θα έχω γράψει, θα έχεις γράψει, θα έχει γράψει, θα έχουμε γράψει, θα έχετε γράψει, θα έχουν γράψει.
(Terei escrito, terás escrito, terá escrito…)

Estes são os tempos do indicativo geralmente listados para o grego. Contudo, é possível ainda acrescentar a partícula θα em frente às formas do passado e assim criar tempos para o futuro condicional, ou futuro do pretérito.
θα έγραφα (eu escreveria, eu estaria escrevendo)
θα έγραψα (eu escreveria)
θα είχα γράψει (eu teria escrito)

Por enquanto é isto. Resolvi fazer esta postagem para introduzir em detalhes o subjuntivo, e é bom que o indicativo esteja bem entendido para isto.

Publicado em Gramática Grega Moderna | Tagged , , , , , , | Deixe um comentário

Pronomes demonstrativos

Olá pessoal, vou falar rapidamente sobre os pronomes demonstrativos em grego. Esses pronomes são usados para indicar a posição ou lugar dos seres em relação às 3 pessoas gramaticais.

Os pronomes demonstrativos, assim como os possessivos, possuem 3 gêneros e 2 números. São eles: αυτός, (ε)τούτος, εκείνος, τέτοιος e τόσος.

O αυτός é usado para mostrar algo (pessoa ou coisa) que está perto de nós, por exemplo:

Αυτή η βάρκα είναι δική σου
Essa canoa é sua. (a canoa está perto da pessoa com quem se fala)

O ετούτος é usado para mostrar algo (pessoa ou coisa) que está MUITO perto de nós, por exemplo:

Ετούτο αυτικήνιτο είναι δικό μου
Este carro é meu (o carro está perto da pessoa que fala)

O εκείνος é usado para mostrar algo (pessoa ou coisa) que está longe de nós, por exemplo:

Εκείνος το σπίτι είναι δικό του
Aquela casa é dele (a casa está longe da pessoa que fala e da pessoa com quem se fala)

Ο τόσος é usado para mostrar quantidade (tanto) e o τέτοιος é usado para mostrar qualidade (assim).

Todos eles possuem aquelas variações que já sabemos fazer, por exemplo: Αυτός: αυτός, αυτή, αυτό, αυτοί, αυτές e αυτά. O resto é com vocês :)

Grande abraço a todos.

Publicado em Gramática Grega Moderna | Tagged , | Deixe um comentário

Pronomes possessivos

Olá pessoal, hoje vou comentar um pouco sobre os pronomes possessivos em grego moderno.
Pronomes possessivos são aqueles que referem-se à posse da pessoa que fala, da pessoa com a qual se fala e da pessoa de quem se fala.

Os pronomes possessivos possuem os 3 gêneros (masculino, feminino e neutro) e 2 números (singular e plural).

Geralmente usamos como pronomes possessivos os genitivos dos tipos fracos dos pronomes pessoais: μου, σου, του, της, μας, σας e τους. Mas, na verdade, os pronomes possessivos são os adjetivos δικός, δική ε δικό seguidos dos tipos fracos, por exemplo:

Ο σκύλος μου (tipo fraco)
Ο δικός μου σκύλος (pronome possessivo)

Η μάνα σου
Η δική σου μάνα

Το βιβλίο του
Το δικό του βιβλίο

Como dito, os pronomes possessivos possuem gêneros e números, ou seja, possuem todas aquelas variações que já sabemos formar: δικός μου, δικοί του, δική της, δικές τους, δικό σας, etc.

É isso pessoal, até a próxima.

Publicado em Gramática Grega Moderna | Tagged , | Deixe um comentário

Declinações neutras

Palavras neutras terminam geralmente em -ο, -ι ou -μα. Outras terminações, mais raras, são -ος e -ον.

Τerminação -ο:
Declinação de βιβλίο (livro):
N: Το βιβλίοΤα βιβλία
Α: Το βιβλίοΤα βιβλία
G: Του βιβλίουΤων βιβλίων
V: Βιβλίο – Βιβλία
Declinação de νερό (água):
N: Το νερό – Τα νερά
A: Το νερό – Τα νερά
G: Του νερού – Των νερών
V: Νερό – Νερά
Declinação de άλογο (cavalo):
N: Το άλογο – Τα άλογα
Α: Το άλογο – Τα άλογα
G: Του αλόγου – Των αλόγων
V: Άλογο – Άλογα
Observe que palavras acentuadas na antepenúltima sílaba passam o acento para a penúltima sílaba no genitivo.

Terminação -ι:
Declinação de σπίτι (casa):
Ν: Το σπίτι - Τα σπίτια
Α: Το σπίτι - Τα σπίτια
G: Του σπιτιού – Των σπιτιών
V: Σπίτι - Σπίτια
Declinação de χαρτί (papel):
N: Το χαρτί - Τα χαρτιά
Α: Το χαρτί - Τα χαρτιά
G: Του χαρτιού – Των χασρτιών
V: Χαρτί - Χαρτιά
Observe que no genitivo o acento se encontra sempre na última sílaba, não importando onde o acento esteja em outros casos. Essa regra vale para todos as palavras terminadas em -ι.

Terminação -μα:
Declinação de πρόβλημα (problema):
N: Το πρόβλημα – Τα προβλήματα.
Α: Το πρόβλημα – Τα προβλήματα.
G: Του προβλήματος – Των προβλημάτων.
V: Πρόβλημα - Προβλήματα.
Percebemos aqui outra vez a migração do acento no genitivo plural, a regra geral, com algumas exceções como você viu em masculinos e femininos.

Terminação -ος:
Declinação de μέρος (lugar, parte):
N: Το μέρος – Τα μέρη
Α: Το μέρος – Τα μέρη
G: Του μέρους – Των μερών
V: Μέρος – Μέρη

Terminação -ov:
Declinação de προϊόν (produto):
N: Το προϊόν – Τα προϊόντα
Α: Το προϊόν – Τα προϊόντα
G: Του προϊόντος - Των προϊόντων
V: Προϊόν – Προϊόντα

Pois bem, estas são as declinações mais comuns (ou nem tanto) do grego. É claro que nem todos os substantivos e adjetivos se enquadram em alguma destas situações, mas creio que mais de 95%. Eventualmente postarei alguma declinação mais rara.

Para maiores informações sobre como e quando usar cada um dos casos, consultem os post do Paulo sobre as declinações!

Γεια σας!

Publicado em Gramática Grega Moderna | Tagged , | Deixe um comentário